COLUNA: Individualidades do Sport x Jogo coletivo do Fortaleza

Marcos Aurélio foi peça fundamental na vitória do Sport contra o Fortaleza em 2013 Foto: Diário de Pernambuco

Marcos Aurélio, ainda pelo Sport, foi peça fundamental na vitória contra o Fortaleza em 2013
Foto: Diário de Pernambuco

Por: João Pedro Guedes
Siga o Nota Esportiva no Twitter: @EsportivaNota

Fortaleza x Sport – Castelão, 25/03, 22h
Sport x FortalezaIlha do Retiro, 29/03, 16h
Palpite: Duelo parelho, com leve favoritismo para o Sport

Fortaleza e Sport repetirão o duelo de 2013, naquela oportunidade pela fase de grupos, nesta edição da Copa do Nordeste. O leão pernambucano, mesmo com pior campanha, terá o jogo decisivo em casa.

O Sport não conta com uma campanha das mais regulares na Copa do Nordeste de 2015, são 3V 1E 2D, dentre os tropeços estão as derrotas para Coruripe e Sampaio Corrêa, que foi o líder de fato do grupo B. O time maranhense, após a escalação de um jogador irregular, perdeu sua vaga nos tribunais. No campeonato pernambucano, a história é outra. O rubro negro é líder e soberano no hexagonal, com 24 pontos.

O time de Eduardo Baptista, não conta com um jogo coletivo dos melhores, e nesta temporada, já mostrou que não reage tão bem jogando contra times defensivos, precisa que o outro time também saia para o jogo. Ao meu ver, definitivamente, o Sport dependerá muito de jogadas individuais que poderão surgir com Diego Souza, Élber, Régis. A baixa é o meia atacante Felipe Azevedo, que vive bom momento no rubro negro, mas por conta de uma lesão no joelho ficará no DM por até 3 semanas.

 Com Chamusca, o jogo do Fortaleza encaixou 

Apesar da derrota para o Ceará na última quarta feira (18), desde o retorno de Chamusca para o Fortaleza o torcedor tricolor se sente mais esperançoso. Sente isso pois vê um futebol melhor. Em 20 dias de trabalho, Chamusca conta com 5V 1D, além de comandar o time no jogo do quebra tabu.

Nesta temporada, Chamusca dirigiu o Fortaleza em dois Clássicos Rei, e o Fortaleza foi melhor em ambos. Isso já diz muito sobre seu time que, em 2014, também complicou jogos contra o rival. Como de costume, sua equipe valoriza muito a posse de bola, além de possuir um meio campo compactado e uma marcação adiantada.

Corrêa e Vinicius Hess são figuras fundamentais na equipe de Chamusca. O segundo talvez tenha sido a única real contribuição de Nedo Xavier para o 2015 tricolor. Até Éverton, que com Nedo não tinha mostrado a que veio, passou a jogar bem, inclusive fazendo gols.

Diferentemente do ano passado, o Fortaleza não conta com um dito ”dono do time”, como era Marcelinho. O obediente time tricolor possui como arma principal o jogo coletivo. Talvez o toque final para a equipe seja um camisa 9 eficiente, já que Lúcio Maranhão não vem correspondendo.

Anúncios

Publicado em 23 de março de 2015, em Colunas, Fortaleza e marcado como , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: