Arquivo da categoria: Curiosidades

Raio X da Série B: Parte 2

Imagem

Agora, trazemos a segunda parte do Raio X dos clubes participantes da Série B do Campeonato Brasileiro 2014.
Na primeira parte, falamos dos clubes do Sul e Sudeste, agora, dos outros oito clubes que particarão da competição, sendo estes das regiões Centro Oeste, Norte e Nordeste, sem os clubes cearenses; Ceará e Icasa.

 

ABC/RN

Provável time: Gilvan, Patrick, Sueliton, Samuel (Robson) e Luciano Amaral; Michel Schmöller (Liel), Daniel Amora, Somália e Octávio (João Henrique); Gilmar (Dênis Marques) e Lúcio Flávio.

Técnico: Zé Teodoro

O treinador alvinegro manteve a base da equipe que vinha atuando nas últimas partidas, mas, ao longo dos treinamentos, promoveu cinco jogadores recém-contratados: o atacante Dênis Marques, o goleiro Gilvan, o meio campista João Henrique, o zagueiro Robson e o volante Liel.

Após o fracasso no Estadual no primeiro trimestre de 2014, o ABC tenta se recuperar no ano e fazer uma boa campanha na Série B, visando a permanência na divisão, já que o centenário do clube acontece no próximo ano. A expectativa é não passar sufoco igual ano passado.

Estreia: Santa Cruz/PE, em Recife

América/RN

Provável time: Fernando Henrique; Fabinho, Cléber, Edson Rocha e Arthur Henrique; Dener, Jean Cléber, Rafinha e Arthur Maia; Max e Adriano Pardal.

Técnico: Oliveira Canindé

O América entra em campo contra o Avaí, neste sábado 19/04, pela Série B, 3 dias após fazer o primeiro jogo da final do Campeonato Potiguar, contra o Globo. Na partida, o Mecão venceu por 2×1, com dois gols de Max. Para a estreia na Série B, o treinador prometeu entrar em campo com o mesmo espírito que vem marcando o time durante o ano de 2014, pressionando bastante o adversário.

Estreia: Avaí, em Natal.

Atlético/GO

Provável time: Márcio; Jonas, Artur, Lino e Thiago Feltri; Renan Foguinho, Wagner Carioca, Jorginho e João Lucas; Juninho e Júnior Viçosa

Técnico: Marcelo Martelotte

Para o duelo diante do Boa Esporte, o treinador rubro-negro promove três alterações na equipe campeã goiana, diante do Goiás. O lateral-direito Jonas, o volante Wagner Carioca e o lateral-esquerdo João Lucas – que atuará improvisado como armador – entram nas vagas de Pedro Bambu, Léo e Fábio Lima. Outras opções são Marcus Winícius e Josimar, também contratados para a Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro.

Estréia: Boa Esporte, em Varginha/MG

Luverdense/MT

Time: Gabriel Leite; Raul Prata, Renato, Braga e Edinho; Carlão, Gilson, Washington e Rubinho; Misael e Reinaldo.

Banco: Weverton, Zé Roberto, Samuel, Jean Patrick, Fernando, Léo e Lê.

Técnico: Júnior Rocha

A baixa é do meia Jailton, que fraturou a perna e será desfalque do Luverdense nos primeiras rodadas. Em um lance sozinho, o atleta fraturou a fíbula da perna direita e já passou por cirurgia. O tempo de recuperação é de até três meses, segundo a diretoria do Verdão do Norte.

Estreia: Vila Nova, em Goiânia

Icasa/CE

Provável Time: Diónatan; Douglas, Samuel, Preto Costa e Fábio Lima; Guídio, Foguinho, Bismarck e Zé Carlos; Felipe Klein e Bruno Nunes.

Técnico: Tarcísio Pugliese

Confusões e brigas judiciais à parte, Tarcísio Pugliese tem uma série de problemas para escalar a equipe. Cinco atletas não têm condições de jogo. A principal ausência é Júnior Xuxa. Maior contratação do clube para 2014, o meia sofreu uma pancada no tornozelo e sequer viajou a Campinas.

Náutico/PE

O timbu deverá estrear na Série B com time reserva, visando poupar os titulares para o segundo jogo da final do Campeonato Pernambucano, contra o Sport. A taça do estadual não vai para os Aflitos há 10 anos, então, nesse momento, o foco é total para a final. O treinador Lisca já tem o time quase escalado, faltando apenas definir se jogará com 2 volantes e 2 armadores, ou com 3 volantes.

“Tenho um esboço, mas não está nada confirmado. Acho que vou jogar no 4-4-2, não deve fugir muito disso. Posso formar a meia com Vinícius e Leleu armando, mas posso colocar o Liniker (volante). É a dúvida que eu tenho.”

Estreia: Bragantino, Bragança Paulista

Sampaio Corrêa/MA

Time: Rodrigo Ramos; Paulo Ricardo, Alex, Edimar e Willian Simões; Jonas, Arlindo Maracanã, Eloir e Cleitinho; Edgar e David Batista.

Banco: Gott, Johildo, Gelvane, Uillian Corrêa, Robson Simplício, Valber, Hiltinho, Bruno Chocolate, Rayllan e Junior Chicão

Técnico: Flávio Araújo

Campeão Maranhense de 2014, o Sampaio estreia na Série B contra o Paraná Clube. Para a competição, até agora contratou oito reforços: o goleiro Luiz Müller, os zagueiros Luiz Otávio e Edimar, o lateral Willian Simões, os meias Vinícius Cazão e Válber e os atacantes Waldir e David Batista.

Estreia: Paraná, em São Luiz/MA.

Santa Cruz/PE

Provável time: Tiago Cardoso; Oziel, Everton Sena, Renan Fonseca e Zeca; Sandro Manoel, Luciano Sorriso, Renatinho e Raul; Flávio Caça-Rato e Betinho.

Técnico: Vica

Atual campeão da Série C, o Santa volta a Série B após vários anos disputando as séries C e D. Do time titular ano passado, o Santa perdeu apenas o volante Dedé e o atacante Denis Marques, até por isso o clube contratou pouco para esse ano.
Foi eliminado na Semifinal do Estadual e da Copa do Nordeste, nas duas vezes pelo rival, Sport.
Para a estreia na Série B, a dúvida é quanto a escalação de Raul, que se recupera de lesão. Caso ele possa jogar, o time deverá ser o postado acima.
Destaque: Leo Gamalho. Contratado para ser o artilheiro da equipe, o atacante ex- Ceará correspondeu, inclusive fazendo gols nos rivais e já se tornou xodó da torcida coral.

Estreia: ABC, em Recife.

Vila Nova/GO

Time: Cleber Alves; Ângelo, Álvaro, Gabriel e Christiano; Gilmak, Radamés, Léo Rodrigues e Marcelo Toscano; Gustavinho e Rafael Oliveira.

Banco: Toni, Vítor, Bruninho, Romário, Arthur, Léo, Nenê Bonilha e Thiago Furlan.

Técnico: Sidney Moraes.

De volta a Série B após 3 anos, o Vila Nova estreia diante do novato Luverdense, no Serra Dourada. O time goiano tenta fazer uma boa campanha na Série B, para apagar o péssimo início de temporada, onde o clube foi rebaixado no campeonato estadual. Para isso, o técnico Sidney Moraes – quinto colocado com o Icasa na Série B de 2013 – promoveu nove mudanças no time titular que vinha jogando no estadual; Os únicos remanescentes do Campeonato Goiano são os atacantes Gustavinho e Rafael Oliveira. O lateral Léo Rodrigues e o atacante Marcelo Toscano atuarão improvisados como armadores.

Estreia: Luverdense, em Goiânia.

Talles Luan
@vishtalles

Anúncios

Cerveja pode voltar aos estádios brasileiros

Desde 2008 a venda de bebidas alcoólicas está proibida nos estádios brasileiros, mas essa medida pode cair em pouco tempo. O advogado Henrique Cardoso conseguiu no último dia 24, na 12ª Secretaria dos Juizados Especiais de Curitiba, sentença favorável a venda de bebidas e que tme caráter imediato. A CBF ainda pode – e deve – recorrer a decisão.

O advogado alega inconstitucionabilidade na medida que barra a venda, embasado no próprio estatuto do torcedor. Como se trata se um juizado especial, além de ter efeito imediato, a sentença é contra efeito suspensivo, então, por mais que a CBF recorra a decisão, a venda continuará normalmente, enquanto o trâmite é julgado, e permanecerá, pelo menos, até a decisão final da justiça.

“Ao meu pedido, a resolução de 2008 foi considerada inconstitucional. O Estatuto do Torcedor veda o uso de substâncias proibidas, porém a cerveja pode ser vendida em qualquer esquina legalmente, o que tira este caráterAo meu pedido, a resolução de 2008 foi considerada inconstitucional. O Estatuto do Torcedor veda o uso de substâncias proibidas, porém a cerveja pode ser vendida em qualquer esquina legalmente, o que tira este caráter”, afirma o advogado.

O LANCENet ouviu João Henrique Chiminazzo, especialista em direito desportivo, que manifestou apoio ao colega advogado, mas questiona a inconstitucionalidade da decisão tomada pela CBF em 2008.

– Acho um absurdo proibir a cerveja. Estudos revelam que não é isto que vai coibir a violência. Há um abuso nesta proibição. Mas não penso que seja inconstitucional. A CBF dá as cartas dentro dos estádios brasileiros. Vamos supor que eu estou organizando uma festa, e proibo a venda de vodka. Por mais absurdo que isto possa parecer a alguns, a festa é minha e eu escolho o que vender, ou não. Dentro das substâncias consideradas legais, é claro – disse Chiminazzo ao LanceNet

@vishtalles
Talles
Luan