Arquivo da categoria: Colunas

COLUNA: É preciso que o Vovô abra o olho contra o Salgueiro

Silas precisa encontrar um padrão tático para sua equipe  Foto: Cristian Alekson/Cearasc.com

Silas precisa encontrar um padrão tático para sua equipe
Foto: Cristian Alekson/Cearasc.com

Por: João Pedro Guedes
Siga o Nota Esportiva no Twitter: @EsportivaNota

Salgueiro x Ceará – Cornélio de Barros, 25/03, 22h
Ceará x Salgueiro – Castelão, 28/03, 18h30
Palpite: Ceará classificado

Mesmo jogando mal, o Ceará é  favorito para seu duelo válido pelas quartas de final da Copa do Nordeste 2015. Mas com certeza, é preciso ter cuidado e manter o respeito com o Salgueiro que, nesta temporada, já mostrou sua força para times como Náutico e Santa Cruz.

O Ceará de Silas Pereira definitivamente não convence. O time só jogou bem uma vez: na vitória por 1×0 contra o Fortaleza, partida que causou a queda de Nedo Xavier. E só. Para o elenco do Ceará, é muito pouco.

Quem acompanha os jogos com um olho mais atento, percebe bem que o Ceará não possui um padrão tático. Problemas como um buraco na faixa central avançada estão recorrentes. Durante o jogo, as mudanças promovidas por Silas passam longe de ser unanimidade na torcida ou na imprensa. Sua insistência em Wescley é algo a ser estudado. Após seu gol no clássico, o meia ex Santa talvez tenha aliviado um pouco sua barra com a torcida alvinegra, mas sua atuação foi novamente pífia.

Salgueiro é forte no Cornélio de Barros

Anderson Lessa, com 3 gols, é a esperança de gols do Carcará  Foto: Gazeta Express

Artilheiro da equipe com 3 gols, e acostumado a marcar nos grandes de PE, Anderson Lessa é a esperança para o torcedor do Carcará
Foto: Gazeta Express

O Salgueiro está invicto na Copa do Nordeste, são 2V e 4E. Em casa, o Carcará soma 2V e 1E , apenas sofreu um gol, e marcou 6. Já o Ceará, venceu apenas um jogo fora de casa na temporada, contra o Itapipoca, em Horizonte, que vamos combinar é quase um jogo de mandante para o alvinegro.

O time de Sérgio China naturalmente deve esperar o Ceará, para jogar no erro do alvinegro. Assim como fez Chamusca no clássico que conseguiu a quebra do tabu. Sérgio não poderá contar com um dos pilares de sua equipe: trata-se do experiente lateral/meia Lúcio (ex: Fortaleza, Palmeiras), que foi expulso na última rodada contra o Náutico. Apesar dos 35 anos, Lúcio esteve presente em 11 dos 14 jogos do Salgueiro na temporada.

Promessa de estádio lotado

A diretoria do Salgueiro novamente fará promoção no preço dos ingressos. Contra o Náutico o valor foi apenas de r$ 2 e o público respondeu com 8.950 presentes. Para a partida contra o Ceará, o torcedor do Carcará que adquirir sua meia entrada até esta terça (24), pagará apenas r$ 10 por 3 entradas.

Anúncios

COLUNA: Individualidades do Sport x Jogo coletivo do Fortaleza

Marcos Aurélio foi peça fundamental na vitória do Sport contra o Fortaleza em 2013 Foto: Diário de Pernambuco

Marcos Aurélio, ainda pelo Sport, foi peça fundamental na vitória contra o Fortaleza em 2013
Foto: Diário de Pernambuco

Por: João Pedro Guedes
Siga o Nota Esportiva no Twitter: @EsportivaNota

Fortaleza x Sport – Castelão, 25/03, 22h
Sport x FortalezaIlha do Retiro, 29/03, 16h
Palpite: Duelo parelho, com leve favoritismo para o Sport

Fortaleza e Sport repetirão o duelo de 2013, naquela oportunidade pela fase de grupos, nesta edição da Copa do Nordeste. O leão pernambucano, mesmo com pior campanha, terá o jogo decisivo em casa.

O Sport não conta com uma campanha das mais regulares na Copa do Nordeste de 2015, são 3V 1E 2D, dentre os tropeços estão as derrotas para Coruripe e Sampaio Corrêa, que foi o líder de fato do grupo B. O time maranhense, após a escalação de um jogador irregular, perdeu sua vaga nos tribunais. No campeonato pernambucano, a história é outra. O rubro negro é líder e soberano no hexagonal, com 24 pontos.

O time de Eduardo Baptista, não conta com um jogo coletivo dos melhores, e nesta temporada, já mostrou que não reage tão bem jogando contra times defensivos, precisa que o outro time também saia para o jogo. Ao meu ver, definitivamente, o Sport dependerá muito de jogadas individuais que poderão surgir com Diego Souza, Élber, Régis. A baixa é o meia atacante Felipe Azevedo, que vive bom momento no rubro negro, mas por conta de uma lesão no joelho ficará no DM por até 3 semanas.

 Com Chamusca, o jogo do Fortaleza encaixou 

Apesar da derrota para o Ceará na última quarta feira (18), desde o retorno de Chamusca para o Fortaleza o torcedor tricolor se sente mais esperançoso. Sente isso pois vê um futebol melhor. Em 20 dias de trabalho, Chamusca conta com 5V 1D, além de comandar o time no jogo do quebra tabu.

Nesta temporada, Chamusca dirigiu o Fortaleza em dois Clássicos Rei, e o Fortaleza foi melhor em ambos. Isso já diz muito sobre seu time que, em 2014, também complicou jogos contra o rival. Como de costume, sua equipe valoriza muito a posse de bola, além de possuir um meio campo compactado e uma marcação adiantada.

Corrêa e Vinicius Hess são figuras fundamentais na equipe de Chamusca. O segundo talvez tenha sido a única real contribuição de Nedo Xavier para o 2015 tricolor. Até Éverton, que com Nedo não tinha mostrado a que veio, passou a jogar bem, inclusive fazendo gols.

Diferentemente do ano passado, o Fortaleza não conta com um dito ”dono do time”, como era Marcelinho. O obediente time tricolor possui como arma principal o jogo coletivo. Talvez o toque final para a equipe seja um camisa 9 eficiente, já que Lúcio Maranhão não vem correspondendo.

COLUNA: O que esperar do Fortaleza com Marcelo Chamusca ?

Técnico está de volta após rápida passagem pelo Atlético-GO  Foto: Kiko Silva

Técnico está de volta após rápida passagem pelo Atlético-GO
Foto: Kiko Silva

Por João Pedro Guedes
Siga o Nota Esportiva no Twitter: @EsportivaNota

O Fortaleza anunciou, na manhã desta segunda feira (2), o retorno do treinador Marcelo Chamusca. Os motivos para o retorno do técnico, informados  pela diretoria tricolor, que agiu rapidamente diga-se, foram que Chamusca já conhece o elenco e o clube. Além do boa campanha em 2014.

Na temporada passada, Chamusca fez pelo leão o que poucos técnicos, neste período de mais sofrimento para o torcedor tricolor, conseguiram: Um Fortaleza competitivo, sobretudo contra o Ceará. As finais, bastante competitivas, representam isso. Talvez o que tenha chegado mais próximo foi Vica, que como Chamusca, bateu na trave por pouco em relação ao acesso.

Vale lembrar os números do técnico no comando do clube da garotada. Em 50 jogos, Chamusca obteve 68,66% de aproveitamento, isto é 28 vitórias, 19 empates e apenas 3 derrotas. 97 gols marcados, um dos melhores ataques do país, com somente 42 sofridos.

A estabilidade de Chamusca em 2014, pode servir de esperança para o torcedor leonino que espera um futuro melhor. Embora inesperada, a volta de Chamusca pode ser o que o Fortaleza precisa para consolidar bons jogos novamente. Logo de cara, Marcelo já terá duas provas de fogo pela frente: terça (3) contra o River/PI, pela Copa do Nordeste, e sábado (7) novamente contra o Ceará, pelo Campeonato Cearense.

COLUNA: Quem diria ?!

Trabalho de Sérgio enche os olhos da mídia sulista Foto: Divulgação/cearasc.com

Trabalho de Sérgio enche os olhos da mídia sulista
Foto: Divulgação/cearasc.com

Por João Pedro Guedes – @jpedroguedes
Siga o Nota Esportiva no Twitter: @EsportivaNota

É amigos.. Quem diria que um clube que mal pagava suas contas de energia há poucos anos pudesse ser lembrado por um programa da Globo, em rede nacional, por possuir a melhor estrutura do Nordeste? Quem diria que um time que mal completava seu banco de reservas, e as vezes sequer possuía um médico na delegação, venceria e dominaria o Botafogo/RJ em pleno Maracanã com metade do time reserva?

Como o Ceará evoluiu amigos.

Muitos ainda lembram quando o Ceará jogava fora de casa contra Marílias da vida, e quase sempre, sofria um apagão nos minutos finais comprometendo o resultado da partida. Ou ainda mesmo dos duradouros 661 dias sem vencer time nenhum fora de casa, tabu quebrado em 2009. Sim 2009, apenas 5 anos atrás.

O Ceará de Sérgio Soares impõe seu jogo e sua filosofia. Na Copa do Brasil, o alvinegro venceu todos os 4 jogos fora de casa que disputou. Os mais empolgados poderiam dizer que o time de Sérgio faz valer o hino do Vovô que diz ”Sempre aqui ou lá fora tu ganhas”. 

A verdade, é que o trabalho de Sérgio, junto a confiança e principalmente a estrutura dada por Evandro Leitão e seus diretores, faz com que o Ceará seja um dos clubes que mais cresce no Nordeste. Diversas vezes citado como exemplo de administração, agora o alvinegro também é lembrado por seu futebol bem jogado.

Vale Lembrar

Se o Ceará eliminar o Botafogo, na próxima quarta feira (3) às 22h,  no Castelão, embolsa 740 mil reais de premiação da CBF. O valor arrecadado com a classificação poderá ser ainda maior, pois com a vitória no Maracanã, o jogo promete ser de casa cheia. Assim,  novamente o Vovô arrecadaria uma bela renda.

Olho nele: Charles Aránguiz

Aránguiz foi um dos destaques do Chile na Copa do Mundo

 

Por João Pedro Guedes
Siga o Nota Esportiva no Twitter: @EsportivaNota

Se algum jogador pode ser fundamental para que o Internacional reverta o resultado negativo, que obteve na partida de ida contra o Ceará, no Beira Rio, é Charles Aránguiz. O clube gaúcho contou com a parceria do grupo DIS para contratar o jogador em definitivo. O Granada/ESP detinha os direitos do atleta, o Inter então desembolsou cerca de 6 milhões de dólares por 30% dos direitos do volante chileno de apenas 25 anos. Existe ainda uma cláusula que permite o Colorado adquirir mais 20% posteriormente. Os outros 70% pertencem a DIS.

Com Aránguiz em campo, O Inter ainda não perdeu. No Brasileirão por exemplo, o aproveitamento é de 86% com o chileno em campo, sem ele o número cai para 50%. Aránguiz atuou 19 vezes pelo Inter no ano, marcando 7 gols além de 8 assistências. O técnico Abel Braga concedeu entrevista após a vitória contra o Grêmio, e foi taxativo ao dizer, que o Inter arriscará tudo contra o Ceará. Entretanto, a péssima notícia para Abel, foram os desfalques de última hora de Juan, Willians, D’Alessandro e Alex.

Com os desfalques, a disposição tática do Inter deverá ser assim:

Por conta das baixas, Abel deverá atuar com 2 volantes, assim como jogou no Grenal.

  • Sem Alex, Aránguiz deve ser novamente centralizado.
  • Cláudio Wink, que jogaria na vaga de Wellington Silva na direita, deslocado para volante. Wink atuou algumas vezes na posição.
  • Jorge Henrique no posto de D’Alessandro na ponta direita.
  • Ygor e Ernando nas vagas de Willians e Juan respectivamente.

Mais do que nunca, a presença de Aránguiz ou  ‘motorzinho’  ( como é chamado por parte da imprensa gaúcha ) será importantíssima na busca por um resultado positivo para a equipe de Abel Braga.

No contraponto, o Ceará só possui Ricardinho como dúvida. O meia/volante não treinou na última segunda feira (11) por conta de dores na garganta. Se Ricardinho não puder jogar, Michel continua na posição e Sérgio Soares repete o time que venceu o Atlético/GO, no Serra Dourada, na última sexta feira (8), pela Série B.

Apesar dos desfalques, o Ceará não pode subestimar o Inter. O clube alvinegro contará com casa cheia na luta por uma vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil.

Ficha Técnica: Ceará x Internacional

Local: Estádio Castelão, em Fortaleza
Data: 13/08/2014
Horário: 22 horas ( de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro MG/FIFA
Assistente 1: Márcio Eustáquio MG/FIFA
Assistente 2: Janette Arcanjo MG/FIFA
4º Árbitro: Almeida Filho/CE

Ceará: Jaílson; Samuel Xavier, Sandro, Diego Ivo e Vicente; João Marcos, Ricardinho (Michel); Eduardo e Nikão; Magno Alves e Bill.
Técnico: Sérgio Soares

Internacional: Dida; Gilberto, Ernando, Paulão e Fabrício; Ygor, Cláudio Wink, Alan Patrick, Charles Aránguiz e Jorge Henrique( Valdivia); Rafael Moura
Técnico: Abel Braga

COLUNA: Calma aí !

O setor defendido por Eric foi melhor explorado com a entrada de Gil Foto: Divulgação/Cearásc.com

O setor defendido por Eric foi melhor explorado com a entrada de Gil na vaga do ausente Lulinha
Foto: Divulgação/Cearasc.com

Por João Pedro Guedes – @jpedroguedes
Siga o Nota Esportiva no Twitter: @EsportivaNota

Quem conhece a torcida do Ceará de perto, sabe como o temperamento e a opinião de vários torcedores muda da água para o vinho de acordo com os resultados das partidas. Basta zapear por grupos em redes sociais que isso fica claro. Após o tropeço contra o Boa, o comportamento não seria diferente e vários jogadores foram apontados como culpados pelo empate. O ótimo Eduardo foi chamado de ”sem sangue”, Bill, que se esforçou bastante contra o Inter, acusado de ser preguiçoso e por aí vai.

Mas calma aí ! Será que tudo foi horrível assim ? Será que todo mundo piorou a ponto de não servir mais ? Para começo de conversa, como o Nikão fez falta hein ? Quem se atentou para a parte tática do jogo além da partida em si, encontrava facilmente um buraco no meio-campo alvinegro. Lulinha que foi o escolhido por Sérgio para substituir Nikão não conseguiu armar o time, caiu muito pelos lados do campo, que é sua característica, ocasionando assim o buraco. O substituto direto de Nikão, deveria ser Souza, que por sinal não foi uma das melhores apostas da diretoria até agora. João Marcos também não atuou e sua falta foi sentida.

Além dos desfalques citados acima, do outro lado estava um time que vinha de 3 vitórias seguidas, duas delas fora de casa contra Vila Nova e Náutico, muito obediente ao esquema de Nedo Xavier e principalmente descansado. A parte física foi um fator importante para o resultado da partida. O Ceará correu muito contra o Inter e não teve muito tempo para recuperar seus atletas, correndo risco até de perder um jogador por lesão.

O empate ocorreu por alguns erros táticos do Ceará ? Sim, ocorreu. Porém o Boa teve seus méritos e encaixou muito bem seu estilo de jogo. Como vocês podem ver, não é hora de queimar ou culpar um ou outro jogador por um empate como o do último sábado. Nem sempre é possível atuar em alto nível quando se joga duas competições em tão pouco espaço de tempo entre elas. Sexta novamente o jogo é complicado, agora fora de casa, contra um adversário que dos últimos 5 jogos venceu 4 sendo 3 vitórias seguidas. O Ceará mais do que nunca precisa que sua torcida vá aos jogos e apoie o time que vem fazendo grande campanha.

 

COLUNA: Agora vai ?

Robert foi quem decretou a dramática vitória tricolor Foto: Kid Júnior

Robert foi quem decretou a dramática vitória tricolor
Foto: Kid Júnior

Por João Pedro Guedes
Siga o Nota Esportiva no Twitter: @EsportivaNota

Agora vai ? Essa foi a pergunta feita por grande parte dos tricolores após a vitória contra o Águia ontem no PV. Também pudera, após 5 anos de torneio, um deles sem o embate, o Fortaleza não tinha conseguido vencer, além é claro da traumática eliminação em 2010. O jogo virou motivo de chacota, e convenhamos, para a grandeza do Fortaleza possuir uma rivalidade com o Águia é de verdade vexatório. Para colocar um ar ainda mais dramático ao jogo, o gol que decretou a vitória tricolor só saiu aos 42 minutos do segundo tempo.

Apesar de uma maior presença no campo de ataque por parte do Fortaleza, o jogo parecia não encaixar no começo da partida e ocasionalmente o Águia assustava no contra-ataque. Claramente, jogar no erro do adversário, seria a postura adotada por toda a partida pelos paraenses. E assim foi. No decorrer da primeira etapa o leão foi melhorando e o primeiro tempo acabou com Bruno Colaço, o goleiro aguiano, como protagonista.

A segunda etapa começou novamente com o leão em cima mas o gol não saía. A entrada de Fernandinho na vaga de Radar, que não foi tão bem como contra o Salgueiro por exemplo, melhorou o poderio ofensivo mas conforme o tempo passava a torcida ficava cada vez mais apreensiva e com certeza a ideia em mente era ” como mais uma vez não vamos vencer esse time ? ” . A bola na trave de Robert aos 39, foi para os mais pessimistas o sinal final de que a vitória não viria naquela noite.

E por muito pouco o empate não virou derrota. Max Oliveira vem se mostrando um ótimo zagueiro com grande potencial, mas por muita vezes ele comete erros bobos por falta de experiência e as vezes por excesso de confiança. Aos 40 ele perdeu uma bola dentro da área para Leonardy, se o atacante do Águia fosse um pouco mais inteligente, a história do jogo poderia ser outra. Pelo bem do Fortaleza e de Max, Leonardy chutou em cima de Ricardo. Merecidamente, aos 42 após bate-rebate Robert marcou e fez explodir o PV com pouco mais de 10 mil pessoas. Era a segurança de que o tabu seria quebrado e o fantasma jogado para longe.

Para muitos ”entendedores” o Fortaleza só subiria após quebrar o tal tabu e vencer o time paraense. E agora, sábios, vai ? Só o tempo dirá. Por enquanto nos atemos ao presente: Liderança do grupo, 100% de aproveitamento e leão à solta.

COLUNA: Corrêa é o dono do meio campo tricolor

Corrêa é um dos pilares do time tricolor.

Corrêa é um dos pilares do time tricolor.

Por João Pedro Guedes
Siga o Nota Esportiva no Twitter: @EsportivaNota

Um dos acertos da era Chamusca sem sombra de dúvidas foi a contratação de Corrêa. O volante veio para o tricolor após atuar em boa parte dos jogos da Portuguesa na temporada( 30 jogos na Série A e 50 no ano). Com boas atuações, Corrêa logo ganhou a torcida além do técnico Marcelo Chamusca  e virou titular substituindo o nervoso Guto.

Polivalente, o jogador chegou a atuar até como lateral direito. Com ótima saída de jogo além de boa marcação, o jogo de Corrêa casou perfeitamente com Walfrido. Além dos atributos técnicos, a experiência do volante também contou muito em várias oportunidades. Já rodado e com passagem em grandes clubes do futebol brasileiro, Corrêa que tem 14 anos a mais que Walfrido pode (e deve !) ser um espelho para o jovem volante, que fez um ótimo estadual, possui bastante potencial e deve ser aclamado como a revelação do campeonato em breve.

Apesar do título não ter ficado com o time do Pici, Chamusca mostrou para todos o time competitivo no qual ele transformou o Fortaleza, as finais do cearense sinalizaram bem isso. Bem armado, e com um forte ataque( já foram marcados 73 gols na temporada) o leão vai forte na Série C. Corrêa é fundamental no esquema de Chamusca, ele não só protege a defesa como liga muito bem o meio-ataque. Ao lado de Marcelinho e Robert, o volante de 33 anos é um dos pilares do time tricolor e tem tudo para continuar ajudando o Fortaleza no restante da temporada.

Importante dentro e fora de campo, Corrêa consola Edinho.  Foto: Nodge Nogueira

Importante dentro e fora de campo. Corrêa consola Edinho.
Foto: Nodge Nogueira

COLUNA: Luís Carlos o tetra é seu

Fundamental até na saída de bola do time Foto: Divulgação/Cearásc

Fundamental até na saída de bola do time
Foto: Divulgação/Cearásc

Texto por João Pedro Guedes
Siga o Nota Esportiva no Twitter: @EsportivaNota

É claro que um campeonato não se vence sozinho, mas se ontem alguém foi diretamente responsável pelo título alvinegro este alguém foi Luís Carlos. O camisa 1 do Ceará, que veio para o clube graças há uma ótima apresentação ( Ceará x Paraná pela Série B), ontem mostrou mais uma vez o porquê de sua contratação. Com no mínimo 4 milagres, Luís segurou o ataque tricolor e manteve a taça em Porangabussú.

O jogo de ontem foi movimentadíssimo, sem dúvidas o clássico mais disputado dos últimos anos. Isso ficou comprovado com as várias chances de gol para os dois lados. Logo aos 6, Luís fez bela defesa em chute de Eduardo Luiz, e novamente aos 7, quando no reflexo, defendeu o chute de Robert. Aos 18 Marcelinho Paraíba fez grande jogada e acertou a trave, Luís Carlos assim fez jus ao ditado de que todo bom goleiro tem sorte. E tem mesmo ! Pois aos 41, a sorte do goleiro se repetiu, quando Eduardo Luiz subiu sozinho e cabeceou na rede pelo lado de fora quase matando toda torcida alvinegra do coração além de Luís Carlos que somente observou.

Enfim, não escrevi esse texto para narrar o jogo em si mas para exaltar a enorme partida feita por Luís Carlos na noite de ontem. Após 3 anos de altos e baixos de Fernando Henrique, o Ceará finalmente encontrou o dono da 1. Lendo os comentários do jogo, vi vários torcedores pedindo a extensão de contrato do goleiro, que é de dois anos, o quanto antes. Nada mais justo e preciso. O mesmo serve para Sandro, mas esse já rende um outro texto.

Herói do tetra recebendo o devido reconhecimento da torcida Foto: Divulgação/ Cearasc

Herói do tetra recebendo o devido reconhecimento da torcida
Foto: Divulgação/ Cearasc

COLUNA: Cinco pontos fracos do Sport que o Ceará pode aproveitar na final do Nordestão

Anderson e Neto Baiano disputam jogada. Ceará x Sport promete ser um grande jogo.

Anderson e Neto Baiano disputam jogada. Ceará x Sport promete ser um grande jogo.

Falta pouco para a grande finalíssima da Copa do Nordeste. No primeiro encontro entre Ceará e Sport, os pernambucanos foram melhores e venceram por 2a0. No entanto, a segunda parte do duelo promete guardar grandes emoções, tendo em vista que a torcida alvinegra vai lotar a Arena Castelão e empurrar o time em busca de reverter o resultado adverso.

Para se sair campeão e ficar com a taça da principal competição regional, o Ceará necessita vencer por 3 gols de diferença, ou ganhar por 2a0 e se sair melhor nas cobranças de pênaltis. Tarefa difícil e aparentemente impossível para a equipe de Sérgio Soares, mas, o Vovô já aplicou três goleadas no Nordestão e mostrou sua força no ataque jogando dentro de seus domínios. Além do mais, o Sport vem mostrando vários pontos fracos durante a temporada, fator a qual o Ceará pode aproveitar para se sair vitorioso.

Abaixo, foi listado cinco pontos fracos que o rubro-negro vem mostrando ao longo do ano e que podem tornar a vida do Ceará um pouco menos complicada.

1) Indecisão e desconfiança do “camisa 10” Ailton

O atual camisa 10 e meio-campo de ligação do Sport é Ailton, que inclusive teve passagem apagada pelo Ceará no ano de 2010. Bastante contestado e longe de ter total confiança da torcida rubro-negra, o atleta vem colecionando altos e baixos durante o ano.

2) Baixa estatura e lentidão da zaga

O técnico Eduardo Baptista vem armando a zaga do Sport com Ferron e Durval, dois zagueiros que apesar da técnica, apresentam dois defeitos cruciais: baixa estatura e lentidão. Durval, com 1,85m, e Ferron, com 1,86, andaram falhando em jogadas aéreas e não são considerados defensores de velocidade. Com isso, o Ceará pode surpreender com jogadas de bola parada, já que possui Bill, com 1,85m, Anderson, 1,90m, além de Sandro que já marcou gols durante o ano em jogadas desse tipo. Além do mais, atletas de velocidade como Assisinho podem abrir o sistema defensivo do time de Pernambuco.

3) Desfalques de Ananias e Danilo

Dois jogadores importantes desfalcam o Leão na grande final de quarta-feira: Ananias e Danilo. O primeiro, atacante de velocidade e de grande importância na composição tática da equipe. O segundo, que sempre vem entrando no decorrer dos jogos, por outrora até saiu como titular, apresenta forte rigor físico e é essencial na composição do time. São dois grandes desfalques.

4) Estratégia do contra-ataque pode não funcionar

Para o jogo da próxima quarta, o Sport deve ir com o esquema com três volantes, sendo armado com Rodrigo Mancha,  Rithely e Ewerton Páscoa no setor de contensão. Estratégia clara de se fechar, esperar o Ceará tomar a iniciativa, e apostar nos contra-golpes. Para o padrão de jogo funcionar, a equipe precisaria da velocidade de Ananias, que machucado não deve ir a campo. Portando, o fato de aceitar a pressão alvinegra (tendo em vista o provável time titular) no inicio da partida pode quebrar os planos do Sport.

5) Sport vem fragilizado por perda no clássico

Jogando pelo estadual, no último domingo, o Sport foi derrotado pelo Santa Cruz por 3a0. Com a derrota, o Leão da Ilha do Retiro é obrigado a vencer o jogo da volta para ainda sonhar com o título do Campeonato Pernambucano. Fragilizado e desgastado pela goleada sofrida no clássico, o Ceará pode se aproveitar da situação e fazer seu placar tão sonhado na grande decisão da Copa do Nordeste.

 

O Sport deve ter a seguinte formação titular: Magrão, Patric, Ferron, Durval e Renê; Rodrigo Mancha, Ewerton Páscoa, Rithely e Ailton; Neto Baiano e Érico Júnior (Felipe Azevedo)

 

Coluna escrita por Gabriel Lobo

@gabriellob010