Lesão de Eduardo Luiz preocupa, e Tricolor busca zagueiro

Em difícil situação financeira e em dívida com o elenco, a diretoria do Fortaleza tinha decidido que só faria novas contratações após pagar os salários atrasados de janeiro dos jogadores. Entretanto, a contusão de Eduardo Luiz expôs a carência de zagueiros no elenco e, segundo apurou o Nota Esportiva, fez a cúpula de futebol tricolor voltar a vasculhar o mercado em busca de, pelo menos, um zagueiro.

Capitão Eduardo Luiz sofreu lesão muscular e virou desfalque no Leão (Foto: Igor de Melo/O POVO)

Capitão Eduardo Luiz sofreu lesão muscular e virou desfalque no Leão (Foto: Igor de Melo/O POVO)

Titular absoluto desde a Série C de 2013 e capitão da equipe de Marcelo Chamusca, Eduardo Luiz sofreu um estiramento no músculo adutor da coxa direita na última semana e pode desfalcar o Leão durante três semanas, de acordo com o departamento médico. Sem o camisa 3, Chamusca deu vez ao jovem Max Oliveira ao lado de Luís Gustavo. Para o banco, recorreu ao também garoto Alan, já que tem utilizado Adalberto como lateral-esquerdo.

A escassez de zagueiro, entretanto, não é novidade no Pici. Reforçar a posição era uma das prioridades do ex-diretor de futebol Evangelista Torquato, mas as pendências financeiras com o grupo impediram a chegada de contratações. O primeiro alvo foi Saimon, do Grêmio. O Tricolor negociava com o clube gaúcho e o empresário Jorge Machado a contratação por empréstimo e estava próximo de um acerto, mas a divulgação de um vídeo íntimo do jogador esfriou a negociação. Em nova busca no mercado, o departamento de futebol achou Heitor, do Criciúma. O defensor de 21 chegou a ser liberado pela equipe catarinense, mas viu o Fortaleza recuar.

Além dos dois jovens zagueiros, o Leão analisou nomes experientes. Alex Silva, com passagens por São Paulo, Cruzeiro e Flamengo, por exemplo, esteve em pauta. Entretanto, foi descartado pela comissão ténica devido ao longo tempo de inatividade e ao histórico clínico. O defensor, que está no Boa Esporte, já sofreu quatro graves contusões nos joelhos (duas no esquerdo e duas no direito) durante a carreira. A última lesão, inclusive, foi no atual clube, no dia 28 de setembro de 2013, quando a equipe mineira perdeu por 3 a 1 para o ABC, pela Série B – são quase cinco meses sem atuar, portanto.

Após suspender a busca por reforços para priorizar o pagamento dos vencimentos pendentes com o atual grupo de jogadores, o Fortaleza admite certa urgência para reforçar a defesa, sobretudo para a segunda fase do Campeonato Cearense. Com as saídas do diretor Evangelista Torquato e do assessor de futebol Judson Fernandes, o gerente de futebol Júlio César Manso e o técnico Marcelo Chamusca são os responsáveis pela procura por nomes.

Afonso Ribeiro

Anúncios

Publicado em 18 de fevereiro de 2014, em Fortaleza. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: